Cabruca
Destaque 4 Destaque 5 Destaque 6 Destaque 7 Destaque 1 Destaque 3
FacebookTwitterYouTube

Sala de Imprensa - Notícias

04/02/2015

Instituto Cabruca defende que o chocolate no Brasil tenha teores minimos de pó e massa de Cacau

Em função da legislação brasileira não prevê os teores mínimos de pó de cacau, massa de cacau e manteiga de cacau nas formulações das barras de chocolate, bombons, coberturas etc, o fato de consumir chocolates com maiores teores de cacau pode não significar alta ingestão de flavonoides.
A legislação prevê apenas quanto de sólidos totais de cacau o chocolate brasileiro tem que ter, estes sólidos podem ser formados por uma composição de manteiga de cacau, pó de cacau ou massa de cacau, o problema é que só o pó e a massa contém flavonoides e outras substâncias benéficas a saúde humana.
Dessa forma um chocolate com 70% de cacau no Brasil pode ter teoricamente 69 % de manteiga de cacau e 1 % de pó de cacau, não significando que irá trazer benefícios a saúde humana. No caso da Comunidade Econômica Europeia (CEE) (ver box) para cada tipo de chocolate (sweet, milk, dark, etc/doce, ao leite, escuro) se estabelece os teores mínimos de sólidos de cacau e a porcentagem que cada subproduto (manteiga, pó e massa) devem conter. Estabelecem também o teor mínimo de 35 % de sólidos totais de cacau para se chamar Chocolate.
Já no Brasil a legislação prevê que para se chamar Chocolate o produto deve ter apenas 25 % de sólidos totais de cacau e não estabelece percentuais mínimos de cada subproduto(ver box). Além disso no caso da CEE se prevê ainda que deve se conter no rotulo o percentual de manteiga de cacau e se o chocolate contém outras gorduras vegetais.
Para o presidente do Instituto Cabruca Durval Libânio uma forma de se ter certeza do consumo de produtos a base de cacau com alto teor de flavonoides, seria o consumo de cacau em pó 100%, disponível no mercado, que segundo David Wolf, especialista internacional em alimentos funcionais é o produto com maior teor de flavonoides encontrado no mundo.
Pode-se também se optar por marcas que tragam no rotulo o teor de massa, de cacau ou pó e de manteiga de cacau. A solução definitiva porém, seria a legislação brasileira exigir que na embalagem contenha as porcentagens de cada subproduto e atender as premissas da Codex Alimentarius (ver box) e CEE , que conforme já dito adota para cada tipo de chocolate um percentual de seus subprodutos, inclusive de açúcar e outros ingredientes. Estes procedimentos aumentariam a valorização do cacau como alimento funcional e fortaleceria a cadeia no Brasil.

Legislação Brasileira, Resolução RDC nº 264, de 22 de setembro de 2005 (ANVISA)

2. DEFINIÇÃO

2.1. Chocolate: é o produto obtido a partir da mistura de derivados de cacau (Theobroma cacaoL.), massa (ou pasta ou liquor) de cacau, cacau em pó e ou manteiga de cacau, com outros ingredientes, contendo, no mínimo, 25 % (g/100 g) de sólidos totais de cacau. O produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados.

2.2. Chocolate Branco: é o produto obtido a partir da mistura de manteiga de cacau com outros ingredientes, contendo, no mínimo, 20 % (g/100 g) de sólidos totais de manteiga de cacau. O produto pode apresentar recheio, cobertura, formato e consistência variados.

Comunidade Econômica Europeia, Directiva 2000/36/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de Junho de 2000, relativa aos produtos de cacau e de chocolate destinados à alimentação humana.

3. Chocolate

a) Designa o produto obtido a partir de produtos do cacau e de açúcares que, sem prejuízo da alínea b), contém, no mínimo, 35 % de matéria seca total de cacau, dos quais pelo menos 18 % de manteiga de cacau e no mínimo 14 % de matéria seca de cacau isenta de gordura.


Codex Alimentarius, CODEX STANDARD FOR CHOCOLATE AND CHOCOLATE PRODUCTS (CODEX STAN 87-1981, Rev. 1 - 2003)

2.1.1 Chocolate
Chocolate (in some regions also named bittersweet chocolate, semi-sweet chocolate, dark chocolate or “chocolat fondant”) shall contain, on a dry matter basis, not less than 35% total cocoa solids, of which not less than 18% shall be cocoa butter and not less than 14% fat-free cocoa solids.

Voltar

Av. 2 de Julho, 379 - São Sebastião - Ilhéus - Bahia - CEP: 45653-758
Email: cabruca@cabruca.org.br - Tel/Fax: +55 (73) 3633-6899