Notícias

Pesquisadores da UESC, CEPLAC, UFSB e Instituto Cabruca, compartilham experiência em E-Book sobre Tecnologia de Produção em Fruticultura
E-Book Tecnologia de Produção em Fruticultura

09 de outubro de 2019

Pesquisadores da UESC, CEPLAC, UFSB e Instituto Cabruca, compartilham experiência em E-Book sobre Tecnologia de Produção em Fruticultura

Estudo das variações de temperatura e umidade durante a compostagem da casca do fruto do cacaueiro

O estudo apresenta na introdução uma referência a grande quantidade de resíduos agrícolas liberados pelo efeito do pré-processamento de cultivos de interesse econômico que são considerados dispensáveis pelo produtor. Isso ocorre em geral por falta do conhecimento no valor agregado ao produto gerando impactos ambientais, econômicos e sociais na sociedade pormeio da proliferação de doenças, contaminação de solos, crescimento do desperdício de resíduo alimentar, produção de odores desagradáveis, impactos sobre a paisagem local e poluição do curso de águas.

Neste contexto, foi realizado o “Estudo das variações de temperatura e umidade durante a compostagem da casca do fruto do cacaueiro”, que foi conduzido pela pesquisadora Rita de Cássia Siqueira Bahia, Doutoranda em Produção Vegetal pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e apresentou o objetivo de avaliar variações de temperatura e umidade durante a compostagem da casca do fruto do cacaueiro (Theobroma cacao L.), caracterizando a primeira etapa do processamento agroindustrial, cuja finalidade é gerar subprodutos com maior valor agregado. O trabalho foi realizado na casa de vegetação da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), no estado da Bahia.

O estudo destaca que a casca do fruto do cacaueiro, principal resíduo da cacauicultura, quando desperdiçada no campo torna-se fonte de inóculo de agentes patogênicos, especialmente a Phytophora spp que causa a podridão parda. O aproveitamento da casca do fruto do cacaueiro permite diversas aplicações como potencial para extração de pectina, como alimento humano, animal, na adubação orgânica, na produção de biocombustível, como percursor na produção de carvão ativado utilizados como uma fonte sais de potássio para a fabricação de sabão.

Um dos resultados finais da pesquisa apontou para a verificação de que 110 dias é o tempo adequado e necessário para estabilizar a compostagem das cascas do fruto do cacaueiro e que a temperatura e a umidade foram parâmetros que influenciaram na compostagem.

O trabalho contou com a co-autoria dos pesquisadores George Andrade Sodré (CEPLAC)/(UESC), Isabele Pereira Sousa (UFSB) e Thiago Guedes Viana (Instituto Cabruca). O E-Book Tecnologia de Produção em Fruticultura é uma produção da Editora Atena, 2019, organizado por Raissa Salustriano, Mariléia Furtado e Maryzélia Farias, com ISBN 978-85-7247-703-1, DOI 10.22533/at.ed.031190910 e está disponível para download gratuito no site http://www.atenaeditora.com.br ou no site do Instituto Cabruca (www.cabruca.org.br) na aba Sala de Imprensa -> Publicações.